boca.JPGPreenchimento labial. Cada vez mais pacientes que atendo no meu consultório pedem para fazer aumento dos lábios. Acredito que isso siga a moda ditada pela mídia onde vemos manequins, modelos e atrizes famosas com lábios carnudos e sensuais. O exemplo mais conhecido é o da estonteante Angelina Jolie. Não fazemos só aumento dos lábios, também tratamos das rugas perilabiais (tipo “codigo de barras”), delineamos o contorno (ao envelhecer, as pacientes perdem o contorno dos lábios) e também corrigimos assimetrias ( existem pacientes que têm a parte direita diferente da esquerda) ou para deixar os lábios harmoniosos com o rosto ( existem pacientes com lábio superior muito fino em relação ao inferior e vice versa, ou ainda o formato ou o volume não “combinam” com o restante do rosto). Quais são as técnicas disponíveis hoje? Quais os resultados de cada uma delas? No caso dos lábios, pode-se fazer só toxina, ou só preenchimento ou os dois ao mesmo tempo, dependendo de cada caso, para obtenção de resultados mais satisfatórios. Exemplo: para tratamentos das rugas perilabiais (tipo “codigo de barras”), geralmente fazemos preenchimento da região e depois aplicamos a toxina para “relaxar” a musculatura e aumentar a duração do preenchimento. Podem ser usados preenchimentos temporários ou permanentes. Preferimos os temporários, pois a “moda” atualmente é lábio volumoso e bem definido, mas daqui 5-10 anos, pode ser que seja lábios finos. Por isso é importante que o tratamento feito seja reversível. O preenchimento temporário mais utilizado atualmente é com o ácido hialurônico que é seguro, eficaz e deixa a boca com aspecto natural. Os preenchedores definitivos como o silicone líquido e metacrilato já foram usados, mas não estão aprovados para tratamento estético dos lábios, além disso não são tratamentos reversíveis (se o paciente não gostar do resultado, se a “moda” mudar ou se ele tiver “alergia” do produto, as seqüelas serão permanentes). Para qual tipo de pele cada uma dessas técnicas é indicada? O procedimento pode ser feito em todos os tipos de pele, desde que o paciente não tenha “alergia” a nenhum dos produtos utilizados e tenha boa saúde, ou seja, ser considerado apto a fazer o tratamentoapós avaliação do médico. Como é realizado cada procedimento? O procedimento é realizado no consultório médico. Para os lábios fazemos anestesia local (semelhante à feita pelos dentistas). O paciente pode retornar ao trabalho logo após a sessão. Como é a recuperação e os cuidados que a paciente deve tomar após o procedimento? A recuperação é rápida. Deve evitar comer alimentos muito duros nas primeiras horas. Pode fazer compressas com gelo se houver qualquer desconforto. Podem aparecer hematomas e sensação de “embolotamento” (sentir “bolinhas” ao tocar o lábio com os dedos), mas os efeitos adversos desaparecem em poucos dias. Pode retornar ao trabalho. O procedimento é indicado para mulheres a partir de qual idade? O procedimento é indicado a partir de qualquer idade, desde que a paciente tenha sido examinada pelo médico que fará o procedimento. Existe alguma restrição, como, por exemplo, para mulheres diabéticas, pele negra etc? Pacientes com diabetes e outras doenças devem ser cuidadosamente avaliadas pelo médico. A indicação ou não dependerá da avaliação. Nos pacientes negros, mulatos ou todos aqueles com problemas de pigmentação, ou seja, que tendem a formar manchas escuras após pequenos ferimentos, o médico deve ser experiente e ter técnica apurada para evitar traumas.

Dra. Érica Monteiro

Dermatologista

www.dermatologia.com.br

tel: 11-50441064