A catapora também é chamada de varicela e é causada pelo vírus herpesvirus varicellaeEmbora seja benigna, é altamente contagiosa, chegando a ficar incubada por até 21 dias e causando mal-estar e muito desconforto tanto nas crianças como nos adultos. Depois de contrair a doença uma vez, ela não volta, mas o vírus permanece no organismo, podendo ocasionar, na idade adulta o herpes-zoster, em situações de baixa imunidade.

A contaminação se dá através da saliva, de secreções respiratórias, do contato direto com o líquido do interior das bolhas e, durante a gravidez, passa da mãe para o feto. Mesmo sem apresentar sintomas, quem está infectado transmite o vírus desde dois dias antes das erupções se manifestarem até cinco dias depois da última lesão aparecer.

Quadro Clínico
Os primeiros sintomas são semelhantes aos da gripe: mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça, cansaço e, em alguns casos, febre baixa. Entre 24 e 48 horas depois, surgem pontos vermelhos no corpo que se transformam em pequenas bolhas cheias de líquido e que coçam o tempo todo. Em cinco ou sete dias, ficam opacas ou formam crostas, secas e escuras, que caem, espontaneamente, em duas semanas.

Na maioria dos casos, a doença é benigna, mas pode trazer complicações, como infecção por bacteriana, pneumonia (provocada pelo próprio vírus ou em conseqüência da infecção bacteriana); distúrbios neurológicos. Mais raramente: osteomielite (processo inflamatório nos ossos), artrite (inflamação nas articulações), varicela hemorrágica, insuficiência hepática e coma. Na gravidez, há o risco da mãe contaminar o bebê (síndrome da varicela congênita), causando baixo peso, cicatrizes cutâneas, alterações na visão e algumas malformações.

Tratamento

Como qualquer outra doença virótica, a catapora é uma doença auto-limitada, ou seja, desaparecerá depois que completar seu ciclo no organismo. Até lá, deve-se evitar a contaminação das lesões por bactérias, que vão se espalhar pelo corpo. Mantenha a higiene. Algumas dicas de cuidados:

  •  Corte as unhas bem curtinhas para que ao se coçar não ocorra infecção ao se coçar.
  •  Lave suas mãos e as da criança, várias vezes ao dia, com água e sabonete.
  •  No banho, dissolva, na banheira, um envelope de permanganato de potássio em dez litros de água e banhe o corpo todo.
  •  Não arranque as crostas.
  •  Fazer repouso enquanto durar a febre.
  •  Oferecer muito líquido

Existe a vacina contra a catapora que pode ser aplicada a partir dos 12 meses de idade. Ela ainda não faz parte do calendário básico brasileiro, mas pode ser encontrada em clínicas particulares.

Importante: Não fazer auto medicação. Comunicar ao médico se você ou se seu filho estiver com a pele toda avermelhada; se existeirem crostas infeccionadas ou com pus; se a coceira é intensa e se existe febre persistente.

Dra. Érica Monteiro – Dermatologista

tel:11-50441064

www.dermatologia.com.br